23/07/2013 - SEMPED CONHECE TECNOLOGIA QUE VISA MELHORAR ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE URBANA

Grupo Criar de Ribeirão Preto apresentou a tecnologia assistiva Busalert

Secretaria Municipal de Políticas para as Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida (Semped) promoveu hoje, 23, no 6° andar do Paço Municipal, palestra ministrada pelo grupo Criar de Ribeirão Preto que apresentou a tecnologia assistiva "Busalert", um aplicativo criado em 2012 para dispositivos móveis (tablet ou celular). Desenvolvido para auxiliar o passageiro, principalmente a pessoa com deficiência, a monitorar as distâncias e/ou o tempo de chegada entre ônibus mais próximo e o ponto de ônibus onde ele se encontra. Simples, prático e barato, o Sistema Busalert é uma solução inteligente para um problema que afeta cidades em todo país.

Sistema permite que o motorista seja informado de que uma pessoa com deficiência o aguarda em um dos próximos pontos, através de um equipamento instalado no ônibus que é atualizado a cada 10 segundos. Equipamento também informa o ponto exato e até o nome da pessoa com deficiência que espera. Para que seja possível ter o nome do passageiro, é necessário que a pessoa ligue no CallCenter da empresa e se cadastre. O diretor do Grupo, Sérgio Soares, assinala que muitas associações já possuem o cadastro de seus associados, o que agiliza a conclusão dos trabalhos.

Sérgio enfatiza que o aplicativo não é para ser usado apenas por passageiros com deficiência, pois se estende a toda população. A diferença é que o motorista será avisado quando houver uma pessoa com deficiência em algum dos próximos pontos. Segundo o diretor do Grupo Criar, é um programa que visa melhorar a mobilidade urbana, evitando pontos e ônibus cheios, espera e evita desgastes com os desencontros nos horários esperados pelos passageiros.

Para o presidente da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (Adveg), Alisson Azevedo, a atenção com as pessoas com deficiência é uma reivindicação antiga. “É um sistema interessante que pode vir a ser colocado a nossa disposição. Atualmente no ponto temos dificuldade para identificar qual ônibus se aproxima ou até mesmo qual acabou de passar. Precisamos de atenção e percebemos que a prefeitura de Goiânia tem procurado buscar mecanismos que melhore a mobilidade urbana e acessibilidade de nossa cidade.” enfatiza ele.

Secretária da Semped, Cidinha Siqueira diz que o Sistema Busalert é um projeto que visa proporcionar os deficientes físicos uma vida mais digna e que, além disso, beneficia toda a população. “É grandioso e vamos estudar a possibilidade de viabilização deste projeto para, em seguida, apresentarmos para o prefeito Paulo Garcia.” finalizou a secretária.

Estiveram presentes representantes da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (Adveg), Associação dos Deficientes Físicos de Goiás (Adfego), Semped, Rede Metropolitana de Transporte Coletivo de Goiânia (RMTC), Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável (Semdus) e Secretaria Municipal de Fiscalização (Sefis)

Autor: Emelline Diniz - Secom

Sistema Busalert foi desenvolvido para auxiliar o passageiro, principalmente a pessoa com deficiência, a monitorar as distâncias e/ou o tempo de chegada entre ônibus mais próximo e o ponto de ônibus onde ele se encontra.

Secretária da Semped, Cidinha Siqueira diz que o Sistema Busalert é um projeto que visa proporcionar os deficientes físicos uma vida mais digna e que, além disso, beneficia toda a população.

Estiveram presentes na apresentação representantes de associações de pessoas com deficiência e órgãos da administração municipal.

Para o presidente da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (Adveg), Alisson Azevedo, a atenção com as pessoas com deficiência é uma reivindicação antiga.

Sistema permite que o motorista seja informado de que uma pessoa com deficiência o aguarda em um dos próximos pontos, através de um equipamento instalado no ônibus que é atualizado a cada 10 segundos.

Fonte: Portal Prefeitura de Goiânia